NOTÍCIAS

MP/RS - A CASA DA MORDAÇA
Sexta-Feira, 27 de Setembro de 2013

Hoje, dia 27 de setembro de 2013, a APROJUS deu início a uma série de denúncias contra a prática de perseguição à atividade classista e cerceamento do direito ao livre exercício de atividade sindical e associativa, praticado pela Administração Superior do Ministério Público do Rio Grande do Sul que instaurou 27 sindicâncias e 14 PADs contra servidores da Instituição.

A prática, pelos trabalhadores, de atos com caráter de reivindicação é assegurada constitucionalmente e a tentativa de reprimi-los relembra o terror da época da ditadura, quando as pessoas não tinham direito à manifestação ou de expressão.

A colocação de outdoor, em parceria com o Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Sul ? SIMPE/RS, denunciando a perseguição aos servidores dá início a uma série de denúncias que serão encaminhadas a fim de que a sociedade tome conhecimento dessa iniciativa infeliz que acontece, hoje, no Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul.

Os associados da APROJUS, vítimas dessa prática abusiva, estão sendo defendidos nos respectivos procedimentos pela assessoria jurídica da entidade.

Novas medidas em defesa dos servidores estarão sendo divulgadas nos próximos dias.



MAIS NOTÍCIAS
voltar
Fasp União Gaúcha