NOTÍCIAS

SINDICÂNCIA INSTAURADA PARA APURAR OS FATOS OCORRIDOS NO MP, NO DIA 30 DE MARÇO DE 2012, TERÁ ACOMPANHMENTO DA ASSESSORIA JURÍDICA DA APROJUS
Quinta-Feira, 21 de Junho de 2012
Todos os servidores, associados da APROJUS, chamados para prestar depoimentos estarão acompanhados dos advogados da associação.

A fim de apurar os fatos ocorridos na tarde do dia 30 de março de 2012, quando um grupo de servidores, acompanhados das lideranças da APROJUS e do SIMPE/RS, foram ao gabinete do Procurador-Geral de Justiça levar ao conhecimento da Administração Superior do Ministério Público as decisões tomadas nas assembleias-gerais das duas entidades, foi instaurada, pela Portaria 0891/2012, sindicância na qual estão sendo chamados a depor todos os servidores que, estando presentes ao ato, foram identificados.

Na oportunidade, as lideranças das entidades solicitaram representante da Administração Superior para ouvir os servidores. Enquanto aguardavam definição por parte da Administração Superior os servidores sentaram na antesala do Procurador-Geral de Justiça proferindo como palavra de ordem ?RESPEITO JÁ?.

Após comunicação de que a Administração Superior não receberia os servidores, todos deixaram o local e dirigiram-se aos gabinetes do Doutor Cláudio Barros Silva e Delmar Pacheco da Luz, quando foram bem recebidos pelos Procuradores citados que dialogaram com os servidores. Na visita ao gabinete do Doutro Delmar Pacheco da Luz, os servidores tiveram a oportunidade de conversar também com a Ex-Procuradora-Geral de Justiça, Doutora Simone Mariano da Rocha. Tudo de forma pacífica, como era a intenção dos servidores.

Os fatos deram origem à instauração de sindicância e os servidores que foram identificados como participantes estarão prestando depoimento nos próximos dias.

O Presidente da APROJUS já foi ouvido no dia 20 de junho de 2012, às 10h, na Comissão Disciplinar Permanente.

Todos os servidores que forem chamados a prestar depoimento, sendo associados da APROJUS, estarão acompanhados de advogados da assessoria jurídica da entidade.

Todos os que constavam arrolados no respectivo PR, já foram contatados pela APROJUS.

Se algum associado foi chamado a depor e ainda não foi contatado pela APROJUS pedimos a gentileza de fazer contato informando data e horário para os quais foi chamado a depor.

Na sindicância não há, por ora, qualquer indiciado, tratando-se, apenas, da averiguação dos fatos.

 

 le seu texto aqui ...



MAIS NOTÍCIAS
voltar
Fasp União Gaúcha